A Comissão de Zoneamento Ecológico-Econômico

Download options
Download document

Pontos principais

  • O processo de Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) do Acre surgiu no contexto do sucesso de um movimento popular apoiado pelo governo do estado.
  • Os organizadores e a maioria dos participantes do fórum de múltiplos atores (FMA) aprovaram um modelo de desenvolvimento sustentável dos recursos florestais. Isso facilitou a colaboração e equilibrou as relações de poder entre os participantes, resultando em uma alta percepção de equidade nos processos e resultados do FMA.
  • Diversos atores expressaram preocupação com a implementação dos resultados do FMA e seu impacto limitado na prática, sugerindo que a alta percepção de equidade não garante uma alta percepção da eficácia dos resultados. Essa percepção de eficácia também pode ser influenciada por instituições externas e fatores contextuais como alocação de recursos, vontade política, e forças de mercado.
  • No contexto do Acre, a realização do processo de ZEE utilizando um FMA em sinergia com outros mecanismos de governança, destinados a atingir a população em geral e respeitar a autonomia dos povos indígenas, parece ter melhorado a equidade e eficácia do processo de ZEE como um todo.
Authors: Center for International Forestry Research (CIFOR)
Publication type: Flyer
Year: 20192019

Back to top

Sign up to our monthly newsletter

Connect with us